Como tentar evitar uma síncope? - Tuttoria

Como tentar evitar uma síncope?

Daniel Souza Lima
Médico e Diretor Pedagógico do Instituto Tuttoria


Uma das situações de suporte imediato à vida cotidiana é a ocorrência de casos relacionados com alterações neurológicas súbitas, como a síncope. É muito comum utilizar o termo desmaio como sinônimo de síncope, principalmente no meio popular, que utiliza o desmaio para definir também eventos como lipotimia, vertigem, inconsciência e até mesmo as tonturas. É bem provável que o leitor já tenha ouvido frases como: “ela está quase desmaiando” ou “ele está passando mal”.

O fato é que este “quase desmaiando” pode ser entendido como uma pré-síncope. Esta é definida pelo surgimento de sinais e sintomas reconhecíveis antes da perda de consciência, podendo durar por alguns segundos antes do início da síncope. Mas destaco que em especial na síncope vasovagal e ortostática.

O fato importante é que reconhecendo a pré-síncope há uma janela de oportunidade para o suporte imediato à vida, intervindo rapidamente para melhorar os sintomas ou até mesmo evitar a ocorrência da síncope. Mas como fazer isso? Através das manobras de contrapressão física. Vamos então apresentar estas técnicas simples e facilmente aplicáveis.

As manobras de contrapressão física incluem a contração de músculos da parte superior ou inferior do corpo com intuito de elevar a pressão arterial. Assim, agachar, esticar os braços, cruzar as pernas e cruzar as pernas com o estiramento muscular da parte inferior do corpo se mostraram úteis. Veja na figura abaixo.

Realize o Suporte Imediato à Vida já na fase de pré-síncope reconhecendo os sinais e sintomas, orientando a pessoa para realização das manobras de contrapressão, posicione-a seguramente e monitore a ocorrência da perda de consciência autolimitada da síncope.

Referências
Lima DS. Emergência Médica: Suporte Imediato à Vida. 2018
van Dijk N, Quartieri F, Blanc JJ, et al. Effectiveness of Physical Counterpressure Maneuvers in Preventing Vasovagal Syncope. J Am Coll Cardiol. 2006 Oct 17;48(8):1652-7.
Benditt and Nguyen. Syncope Therapy. JACC Vol. 53, No. 19, 2009. :1741–51
ESC Guidelines for the diagnosis and management of syncope. European Heart Journal (2018) 39, 1883–1948
Atualizações direcionadas nas Diretrizes de 2019 da American Heart Association para Ressuscitação Cardiopulmonar e Atendimento Cardiovascular de Emergência.

Nossos Cursos